Psiquiatra de UBS se aposenta e pacientes ficam sem atendimento

Fonte: 32xSP (30.11.2017) | Autoria: Gloria Branco

Para Joana (nome fictício), 38, moradora da Vila Penteado, na zona norte da capital, manter o tratamento psiquiátrico é imprescindível para a estabilidade do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo).

(…)

Joana foi encaminhada para a UBS Profª Maria Cecília F. Donnangelo, na Vila Penteado, mas, chegando ao posto, a surpresa na hora de agendar sua consulta: não havia médico psiquiátrico na unidade.

Até julho a unidade contava com uma psiquiatra que atuava 20 horas semanais. A vaga, porém, se mantém desocupada desde que a médica se aposentou. Passados quatro meses, a Prefeitura ainda não encaminhou um profissional para substituí-la, deixando a unidade sem o atendimento da especialidade.

(…)

Via Lei de Acesso a Informação, o 32xSP descobriu que a demanda espontânea que chega na UBS Profª Maria Cecília F. Donnangelo é direcionada para o Ambulatório Freguesia do Ó, via agenda regulada.

Há fila de espera de cerca de 100 pessoas, e os profissionais dos CAPSs (Centro de Atenção Psicossocial) do território mantêm sua atividade de matriciamento com os funcionários da unidade, de modo a possibilitar a resolutividade dos casos de menor complexidade.

[Leia a reportagem completa no 32xSP]