Mulheres são mais assassinadas pelos companheiros. Homens, pelos vizinhos

Fonte: EXTRA (15.09.2017) | Autoria: Giampaolo Morgado Braga

O Instituto de Segurança Pública (ISP), nos microdados fornecidos ao EXTRA via Lei de Acesso à Informação, detalha nos casos de homicídio a relação — quando ela existe — entre a vítima e o suspeito do assassinato. Uma análise dos dados mostra que o principal acusado do crime muda se a vítima é do sexo feminino ou masculino.

O blog analisou os 5.033 homicídios ocorridos no estado do Rio em 2016.

[Leia a reportagem completa no Blog Por nossa Conta, do EXTRA]