Trevo Fritz e Frida: atraso e R$ 5,5 milhões a mais

Fonte: Gazeta do Sul (12.08.2017) | Autoria: Pedro Garcia

Embora o mau tempo seja sempre apontado como causa da demora na obra do viaduto junto ao antigo trevo Fritz e Frida, outros fatores podem estar por trás do atraso que chega a um ano e meio. Desde que os trabalhos começaram, em dezembro de 2014, o contrato com o consórcio Ebrax-Iccila já foi modificado seis vezes. Além de acrescentar serviços que não estavam previstos no projeto original, os aditivos também tornaram a obra mais cara: de R$ 22 milhões, que era o orçamento inicial, o custo agora chega a R$ 27,5 milhões.

Os dados foram fornecidos pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) à Gazeta do Sul por meio da Lei de Acesso à Informação.

[Leia a reportagem completa na Gazeta do Sul]