BC aumenta sigilo e restringe acesso a atas de reuniões sobre risco do sistema financeiro

Fonte: Época (01.08.2016) | Autoria: Ana Clara Costa

Sob a gestão do novo presidente Ilan Goldfajn, o Banco Central do Brasil ampliou o sigilo sobre as atas das reuniões do Comitê de Estabilidade Financeira (Comef), que avalia os riscos existentes nosistema financeiro nacional.

(…)

Como a classificação das atas das reuniões era reservada, ou seja, com prazo de sigilo de cinco anos, os documentos deveriam estar disponíveis para consulta a partir de julho de 2016. ÉPOCA requereu, por meio da Lei de Acesso à Informação, a íntegra da ata da primeira reunião, mas o pedido foi negado. A justificativa do BC foi que os documentos foram reclassificados para o grau sigiloso. Diante da nova classificação, as atas só poderão ser requisitadas em 2026.

[Leia a reportagem completa na Época]